Solicite um orçamento agora! Solicite um orçamento via WhatsApp!
create a web page for free
Nossa solução de Controle de Acesso é composta por software e equipamentos, que permitem que diversas tecnologias estejam disponíveis simultaneamente: Tag RFID Veicular, Cartão ou Chaveiro de Proximidade, Biometria, Código de Barras e QR Code.
 
Ideal para Condomínios Residenciais, Condomínios Comercias, Indústrias, Empresas, Hospitais, Colégios, Universidades, Clubes.
Oxx Sampa

Principais recursos do sistema

- Identificação de Veículos a uma distância típica de 4 metros
- Identificação Automática, sem a intervanção do motorista (acesso Hand’s Free)
- Funcionamento autônomo, ou seja, não precisa obrigatoriamente de um Computador ligado 100% do tempo, apenas para a realização de cadastros, emissão de relatórios e outros recursos avançados
- Permite o cadastro de até 20.000 veículos e/ou pessoas
- Realiza relatórios, sem estar conectado a um Computador, de até 50.000 eventos. Se conectado ao Computador, não há limite.
- Permite a vinculação de cada veículo a até 16 faixas de horário (Hora Inicial/Final, Dias da Semana, Feriados), permitindo que as diversas categorias de usuários (moradores, funcionários, prestadores de serviço etc.) tenham permissões de acesso específicas e adequadas a sua necessidade.
- Cadastro completo de veículos, com dados como Modelo, Marca, Cor, Placa, Referência (Apartamento/Sala), Fotografia etc.
- Realiza o Controle de Vagas, liberando o acesso apenas para veículos que realmente tenham direito a entrar no estacionamento. Um exemplo típico são Torres Comerciais, onde empresas possuem 5 vagas na garagem e 10 veículos cadastrados. O sistema só libera o acesso se a quantidade de vagas não estiver esgotada.
- Permite a utilização de Clausuras, realizando o controle de 2 Portões ou Portão + Cancela. O sistema de Clausuras (ou Confinamento) aumenta a segurança, já que impede que a entrada do condomínio fique exposta.
- Acesso Acompanhado: o vigilante acompanha o acesso na tela do Computador, onde os principais dados do cadastro são apresentados no momento do acesso. Esta metodologia aumenta a segurança, já que dá informação ao vigilante.
- Sistema DuploCheck: libera o acesso somente após a identificação do Veículo (via Etiqueta Eletrônica) e do Motorista (via Cartão de Proximidade). Recurso ideal para aumentar ainda mais a segurança.

PERGUNTAS FREQUENTES

Qual o grau de confiabilidade dos leitores biométrico?
Trabalhamos com os módulos da Suprema ID que possuem a tecnologia MDR (patenteada pela própria Suprema), que garante uma qualidade de imagem de impressão digital excepcional, mesmo sob condições extremas de luz direta até 100,000 LUX. Esse módulo também possui a tecnologia avançada de Detecção de Dedo ao Vivo (conhecida com LFD) que distingue as falsas impressões digitais feitas de vários materiais,
incluindo argila, borracha, silícone, papel, filme entre outras.
Esses módulos também possuem a certificação FBI PIV / FIPS 201 que garante que estejam em conformidade com a especificação de qualidade de imagem do sistema de identificação da próxima geração do FBI.

Quais as vantagens da Etiqueta Eletrônica (Tag RFID) com relação a um controle remoto de portão?
– Menor Custo, até 1/3 do preço de um Controle Remoto.
– Não precisa trocar baterias.
– Não é clonável.
– Se fixado no para-brisa, não pode emprestar o Tag para outro veículo.

A portaria consegue autorizar um carro sem etiqueta entrar no condomínio?
Caso um veículo não cadastrado (sem Tag) se aproxime do portão de acesso, o mesmo não será identificado, logo o portão não se abrirá automaticamente ou o vigilante não verá nenhuma informação na Tela do Software. Neste momento, o vigilante deverá seguir os procedimentos de registro de visitantes/prestadores de serviços estabelecidos pelo condomínio.

Se eu for sequestrada e me levarem para o meu condomínio, tem alguma maneira de evitar a entrada ou mesmo avisar a portaria da situação?
Há varias maneiras de contornar a situação, tais como: o condomínio possuir uma vaga de pânico (o veículo em perigo estaciona em uma vaga específica, a portaria detecta via CFTV ou um sensor específico e toma as providencias cabível); o condomínio adota um sinal do motorista/veículo para a guarita, tal como abrir o vidro pela metade ou piscar o farol três vezes; adotar um sistema de clausuras, em que o segundo portão da clausura seja aberto exclusivamente pelo vigilante após verificação dos condutores autorizados via Software; adotar um sistema com senha/biometria após a identificação do veículo, forçando a identificação do motorista e permitindo que uma senha de pânico ou dedo de pânico seja atualizada para sinalização da situação de alerta.

Quando o veículo ingressa no condomínio, aparecem os dados do veículo e do morador, mas e se for outra pessoa que esta conduzindo o veículo?
Uma das opções do sistema é mostrar na tela do Computador dados do veículo (com sua foto) e os Motoristas Cadastrados, aí o vigilante pode conferir com um CFTV auxiliar se o motorista que se encontra no veículo é de fato um dos cadastrados no sistema e liberar o acesso. Outra opção é utilizar o recurso Duplo Check, ou seja, são identificados inicialmente os Veículos (via Tag) e posteriormente o Motorista (via cartão de Proximidade). O cartão fica de posse do motorista, ou seja, um ladrão não teria como se identificar, o que impediria a sua entrada no condomínio. Esse tipo de solução geralmente é adotado com clausuras (2 portões), sendo que dentro da clausura ocorre a identificação do motorista e fora da clausura à identificação do veículo.
 
Como colar as tags em de motos?
O sistema contempla uma etiqueta para uso externo, que pode ser fixada na moto em regiões plásticas. Há também a opção de fornecimento de cartão RFID, que deverá ser “apresentado” a antena para realizar a entrada da moto.

Esse sistema funciona com todos os tipos de portões?
Sim, porém existem regras bem definidas para a instalação das antenas nas áreas de acesso.

Como funcionaria com visitantes e empresas terceirizadas que entrarão no condomínio? E qual a forma mais segura de trabalhar com o sistema da Oxx referente a isso?
O vigilante deve seguir os procedimentos de identificação do veículo na portaria (visitante/prestador de serviço/morador com outro veículo), conforme procedimento interno, e liberar ou não o portão manualmente. O Sistema permite que o vigilante registre no software o acesso do veículo, com dados completos (Modelo/Marca/Cor, dados do Motorista etc.) ou simplesmente registre a data/hora das aberturas manuais do portão (vigilante pressiona um botão).

CONSULTORIA DE SEGURANÇA

O acesso da garagem – Um ponto frágil
Até que ponto os condomínios oferecem segurança a seus moradores? Ultimamente, a ousadia e os novos métodos de ação dos assaltantes têm colocado em risco muitos edifícios, até mesmo os que contam com equipamentos de segurança. “O grande fator da insegurança é o próprio ser humano. Pelo lado do bem, há muita desatenção. E pelo lado do mal, há criatividade”. Dos truques mais utilizados pelos bandidos para entrar em condomínios, estão o uso de carro clonado ou película nos vidros, o que impede a visibilidade de quem está no carro.
O portão da garagem é o ponto mais vulnerável do condomínio. A lentidão dos portões aliada ao grande espaço disponível facilita a ação de assaltantes. O uso de dois portões, a conhecida gaiola com sistema de intertravamento, onde o segundo só abre depois que o primeiro fechou, sempre com grades ou muros altos ao lado (para não permitir que ladrões pulem dentro da gaiola), ajuda em muito a reduzir esse tipo de problema.
 

Economizar com o projeto é cometer um erro grave
Não deixe de realizar uma análise de risco, com o auxílio de um profissional da área, para saber qual o tipo de risco a qual estão expostos. Mas não se esqueça que segurança pública não é o mesmo que segurança pessoal e ambas são diferentes de segurança patrimonial.
Os equipamentos “high-tech” de ontem podem estar obsoletos. Modernizar-se constantemente com relação aos equipamentos e procedimentos além de manter a segurança, valoriza o imóvel. O processo de instalação dos equipamentos também é igualmente importante e não deixe de supervisioná-lo adequadamente.
O treinamento dos funcionários, usuários e moradores deve ocorrer periodicamente pois o crime também se moderniza, forçando-nos a encontrar alternativas eficazes para as novas ameaças.

Dicas de segurança:
- Ao chegar e sair do condomínio, fique atento à presença de estranhos nas imediações;
- Evite deixar portões abertos enquanto se despede de visitantes na portaria;
- Evite comentar assuntos de segurança do condomínio com outras pessoas estranhas ou não;
- Nunca deixe controles e chaves de portões e garagens no carro ou na portaria, pois podem ser furtados e utilizados para entrada de estranhos ao condomínio;
- Criar critérios para o controle de acesso de funcionários e prestadores de serviços;
- Adotar regras claras e rigorosas para atender visitantes, entregadores de encomendas, etc;
- Não permanecer em horários impróprios do lado de fora da portaria;
- Sempre manter a porta do apartamento fechada.
Matriz

Rua Cel. Irineu de Castro, 43 – sala 303 - CEP: 03333-050 Jardim Anália Franco – São Paulo/SP

Contato

Telefone:  (11) 2672-5051

Whatsapp:  (11) 98133-0203

Horário de Atendimento

Segunda à Sexta: 9h às 18h